Jogamos a demo de PES 2019; confira o que achamos

Novo Pro Evolution Soccer segue melhorando ano após ano.

A demo de PES 2019 foi lançada nesta terça-feira (8) para PlayStation 4, Xbox One e PCs. A redação do GameSpot Brasil passou o dia jogando e separou as primeiras impressões do novo game de futebol da Konami.

A primeira coisa que se percebe ao jogar PES 2019 é como o game está mais realista. A movimentação dos atletas não é mais robótica, o corpo dos jogadores se adapta às mais diversas situações, e não vemos mais passes e chutes no “estilo curupira”.

O ritmo das partidas é cadenciado. Não existe mais uma correria desenfreada com aquelas cartas marcadas, como Messi e Mbappé. Agora os dribles estão bem mais fluidos, e puxar um contra-ataque é mais prazeroso. A não ser que tenhamos que jogar pelo alto… mas vamos falar disso mais pra frente.

Vale destacar a questão gráfica de PES 2019. Os jogadores estão muito fieis à vida real e a ambientação chega a assustar de tão verossímil. O gramado é algo que logo chama a atenção.

Mas nem tudo são flores. Velhos problemas ainda persistem no jogo da Konami. As finalizações seguem sendo o ponto fraco de PES, e os goleiros estão muito desbalanceados, defendendo 95% dos chutes e cabeceios. Os arremates de cabeça, aliás, sempre parecem um recuo, saindo sem pressão na direção do gol.

Como dissemos acima, outro ponto que segue desagradando é quando a bola sai do gramado. Seja na cobrança de um tiro de meta, em um lançamento por cima ou na cobrança de um escanteio, a pelota parece perder seu peso e dá a sensação de flutuar pelos ares. Uma vez que os toques rasteiros estão muito realistas, jogar pelo alto tira totalmente a imersão do gameplay.

PES 2019 será lançado em 28 de agosto e, até lá, a Konami precisa trabalhar para corrigir alguns problemas e refinar aquilo que está dando certo.

Arquivado em:
PC, PlayStation 4, Xbox One

Tem uma sugestão de notícia? E-mail: sugestoes@gamespot.com.br

7 0
Ver comentários ()
Participe da Conversa