REVIEW

Fifa 19 review — Joga bonito

  • Data de Lançamento: 28/09/2018
  • Data do Review: 28 de setembro, 2018
  • PC, PlayStation 4, PS3, Switch, Xbox 360, Xbox One

Não é só um Fifa 18.2!

por Pedro Scapin em 28 de setembro, 2018

Código inserido, download concluído, app aberto… De repente, o hino mais famoso do mundo do futebol começa a tocar e você é  transportando diretamente para a grande final da Liga dos Campeões, Juventus e Paris Saint Germain. O impacto que a adição da licença tem no game é notável.

Mas as competições da UEFA não são as únicas novidades de Fifa 19. O jogo está mais brasileiro do que nunca, permitindo aplicar dribles desconcertantes e criar jogadas de efeito dignas daqueles vídeos virais que você vê no Instagram.

Mas essas mesmas jogadas de habilidade são, ao mesmo tempo, o principal fator causador de raiva no game. Fifa 19 tem uma das experiências online mais frustrantes da história da franquia, com jogadores abusando de embaixadinhas e dribles em sequência, em combinações absolutamente irreais e que tiram a imersão das partidas.

Joga bonito

O antigo reality show televisivo buscava encontrar um craque no Brasil. E Fifa 19 encontra vários.

A adição de várias novas animações tornou os dribles mais “soltos”, tirando aquela sensação de estarmos vendo um conjunto de movimentos pré-estabelecidos que não podem ser alterados no meio do caminho. Agora é possível dar uma pedalada e já emendar com o novo “La croqueta” para deixar o zagueirão na saudade e sair na cara do gol.

E essa é apenas uma das inúmeras combinações. Parece que a EA Sports colocou um setor responsável por analisar o repertório vasto de dribles e fintas de Neymar, mas esqueceu de limitar alguns deles para jogadores mais habilidosos – vamos falar disso um pouco mais para frente.

O novo sistema de domínio e controle de bola do game proporciona lances plásticos capazes de desmontar qualquer setor defensivo.

Outra novidade no gameplay fica por conta das finalizações calibradas. Chutes e cabeceios podem receber um bônus de precisão e força caso você aperte o botão uma segunda vez no tempo certo, ou seja, exatamente na hora do contato com a bola. É uma adição interessante, que cria uma relação de risco e recompensa na hora de tentar o gol e é bem difícil de dominar. Será que vale a pena arriscar?

Por último, o fator estratégia é mais forte do que nunca em Fifa 19. Mais do que simplesmente colocar o time todo pro ataque ou retrancado na defesa, agora é possível personalizar completamente seu time, desde o esquema tático ao comportamento de cada jogador dentro de campo.

Mas a beleza de Fifa 19 não fica restrita às quatro linhas. A inclusão das licenças da Liga dos Campeões e de outras competições da UEFA recriam a sensação de reunir os amigos para assistir aos jogos na vida real. Quando o famoso hino toca você até se ajeita na cadeira e para de falar – ou começa a cantar junto uma versão absolutamente diferente da letra original.

Além disso, Fifa 19 trouxe uma renovação necessária ao ultrapassado modo Jogo Rápido. Agora é possível alterar ou criar regras, permitindo que gols de fora área valham dois ou limitando a pontuação a tentos marcados de cabeça ou de voleio.

A bola pune

Os lances de efeito que elogiamos há pouco funcionam como uma faca de dois gumes em Fifa 19. Ao mesmo tempo que criam jogadas maravilhosas, como inverter a jogada da direita pra esquerda, dominar de letra com Neymar, aplicar uma lambreta no lateral, cortar pra dentro e bater no ângulo, eles também servem como principal ferramenta para partidas frustrantes nos modos online

Isso porque uma parcela dos jogadores encara a facilidade de dribles como uma desculpa para abusar deles sem parcimônia. Não é raro ver alguém controlando o mesmo Neymar para disparar giros e embaixadinhas em sequência, vez após vez, para chegar ao gol.

O resultado disso foram partidas sem nenhuma lembrança da simulação do futebol real que a franquia preza e busca entregar aos jogadores.

O imponderável, elemento tão importante pela paixão que os torcedores têm pelo esporte, passou longe. E ficamos assistindo a uma repetição de dribles irreais por 90 minutos até o apito final.

Fora isso, Fifa 19 é o melhor Fifa que já jogamos. A inclusão dos campeonatos da UEFA, como a Liga dos Campeões, ao lado de novas animações e do sistema de domínio e controle de bola, trabalham para aprimorar a simulação do futebol real. Mas esses mesmos dribles, nas mãos erradas, geram uma experiência frustrante que tiram qualquer pessoa da imersão que o game busca.

Acompanhe o GameSpot Brasil no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Twitch.

9 0
Ver comentários ()

FIFA 19 / PC, PlayStation 4, PS3, Switch, Xbox 360, Xbox One

Pontos Positivos
Renovação necessária no Jogo Rápido.
Inclusão das licenças da UEFA.
Finalizações calibradas criam interessantes situações de risco e recompensa.
Novo sistema de domínio e controle de bola.
Pontos Negativos
Facilidade nos dribles cria partidas online frustrantes.
9
Muito Bom

Sobre o Autor

Pedro Scapin

Desde sempre com um controle de videogame nas mãos, fã de Bloodborne e Dark Souls, viciado em FPS e jogos de esporte, e órfão de sua fita de Pokémon Crystal.

Twitter e Instagram: @PedroScapin17

Participe da Conversa

FIFA 19

  • Data de Lançamento: 20 de setembro, 2018
    • PC
    • PlayStation 4
    • Switch
    • Xbox One
    Simulador de futebol da EA Sports marca o retorno da UEFA Champions League à franquia.
    Desenvolvedora:
    EA Sports
    Publisher:
    Electronic Arts, EA Sports
    Gênero(s):
    Esportes, Simulação
    Pendente