Heroes of the Storm diminui de tamanho, cancela torneios e muda devs para outros projetos

Blizzard diz que decisões difíceis são necessárias para crescimento futuro.

Heroes of the Storm, MOBA da Blizzard, vai passar por grandes mudanças. A desenvolvedora anunciou na quinta-feira (13) que vai realocar membros da equipe do jogo em outros projetos, além de cancelar os principais torneios competitivos de HotS.

Em uma postagem no blog oficial da Blizzard, J. Allen Brack e Ray Gresko comentam as mudanças e dizem que elas são uma “difícil decisão” para a empresa.

Precisamos pegar alguns de nossos talentosos profissionais e levar suas habilidades para outros projetos. Como resultado disso, tomamos a difícil decisão de remanejar alguns desenvolvedores de Heroes of the Storm para outras equipes. Estamos animados de ver a paixão, o conhecimento e a experiência que eles irão levar para esses projetos”.

Brack e Gresko afirmam que isso não é algo novo para a Blizzard. Como parte de uma avaliação constante de seus próprios processos internos, a empresa precisa regularmente tomar atitudes como essa para pagar os dividendos no fim das contas.

MAIS HOTS: Orféa é a nova heroína de Heroes of the Storm

“Temos agora mais jogos ‘ao vivo’ e projetos não anunciados do que em qualquer outro momento na história da companhia”, a dupla afirmou, acrescentando que jogos como World of Warcraft e Overwatch “não existiriam” se a Blizzard não tivesse decidido reduzir a escala de outros projetos.

Apesar da redução do esforço investido em HotS, o jogo vai continuar a ter suporte ativo com mais heróis, eventos especiais e “outros” novos conteúdos. Entretanto, a companhia reconhece que as atualizações virão num ritmo mais devagar do que antes.

O objetivo geral é que Heroes of the Storm continue disponível “a longo prazo”, mas a Blizzard não especificou um prazo para continuar a alimentar o jogo.

Sem mais competições

Outra parte do anúncio trata dos torneios competitivos de HotS. A Blizzard está cancelando o Heroes Global Championship e a série de campeonatos Heroes of the Dorm. Ou seja, ambos não irão retornar em 2019.

Essa foi outra decisão muito difícil de tomar”, dizem Brack e Gresko. “O amor que a comunidade tem por esses programas é profundamente sentido por quem trabalha neles, mas no fim das contas sentimos que essa é a decisão correta ao contrário de caminhar numa direção que não atingiria os padrões de qualidade que jogadores e fãs esperam”.

Ainda não se sabe se as mudanças em Heroes of the Storm geraram demissões na Blizzard. O GameSpot conversou com um representante da companhia, mas ele disse que a Blizzard não discute esse tipo de questão interna.

Uma apuração aprofundada publicada pelo blog Kotaku em novembro afirma que a gerência da Blizzard está tentando cortar custos e entregar mais games. Alguns entrevistados dizem acreditar que a cultura da Blizzard está mudando, até porque Mike Morhaime, fundador e CEO da Blizzard, deixou a companhia em outubro.

Heroes of the Storm foi lançado em 2015. O game multiplayer e gratuito para jogar (ou free to play) traz personagens de todas as franquias da Blizzard. Uma edição 2.0 chegou em 2017 com mudanças.

Acompanhe o GameSpot Brasil no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Twitch.

Arquivado em:
eSports, PC

Tem uma sugestão de notícia? E-mail: sugestoes@gamespot.com.br

2 0
Ver comentários ()
Participe da Conversa