REVIEW

Star Wars: Jedi Fallen Order review — Anos-luz de evolução

  • Data de Lançamento: 15/11/2019
  • Data do Review: 26 de novembro, 2019
  • PC, PlayStation 4, Xbox One

Uma Nova Esperança.

por Pedro Scapin | @PedroScapin17 em 26 de novembro, 2019

Já faz muito tempo desde que um jogo realmente bom de Star Wars foi lançado, tanto que nem sequer consigo me lembrar da última vez em que me diverti despedaçando Stormtroopers com meu sabre de luz.

Jedi Fallen Order representa um resgate há muito necessário dessa franquia dentro do universo dos games, mas, além disso, também significa uma nova esperança de que o futuro pode nos reservar jogos ainda melhores.

Nesta nova aventura, acompanhamos a história de Cal Kestis, um jovem padawan que busca resgatar a Ordem Jedi, despedaçada pelo Império após os eventos de A Vingança dos Sith, enquanto ele próprio se reconecta com a Força e seus poderes.

star wars jedi fallen order

Como você pode esperar de um jogo de Star Wars, boa parte de seu gameplay é focado no combate usando um sabre de luz e os poderes da Força. E em Fallen Order as lutas são fortemente inspiradas pelo estilo criado e aperfeiçoado pela From Software com Demon’s Souls, Dark Souls, Bloodborne e Sekiro.

Todo e cada inimigo é capaz de te matar – não com a mesma rapidez que os dos jogos da From Software, mas ainda assim são bem letais, o que força um grau maior de estratégia em cada combate.

E assim como em Sekiro, lançamento mais recente da From Software, Jedi Fallen Order tem uma grande ênfase na mecânica de parrying, ou seja, desvio de golpes inimigos que os deixam vulneráveis a ataques mais fortes. O timing aqui é essencial, principalmente na hora de refletir os tiros dos Stormtroopers.

Ao longo de sua jornada, Cal aprende novos golpes e relembra antigas habilidades Jedi que aprendeu com seu mestre quando era uma criança, e o domínio desse arsenal de ataques, aliado aos movimentos defensivos, faz do protagonista uma verdadeira ameaça às forças do Império.

Star Wars Jedi Fallen Order

Mas Jedi Fallen Order não é só combate. Uma porção considerável do game é formada por elementos de jogos de plataforma e resolução de quebra-cabeças. Uma combinação que me fez lembrar imediatamente de Uncharted e Prince of Persia.

E é nessa parte que o personagem mais carismático de Star Wars: Jedi Fallen Order mais se destaca. O pequeno dróide BD-1 forma com Cal uma dupla que remete à química que Anakin e R2-D2 possuíam na segunda trilogia de filmes da franquia.

Ao longo do game, os dois são responsáveis por algumas boas risadas, uma característica que os fãs da franquia vão adorar, e até quem não acompanha muito de perto Star Wars vai apreciar.

Os cenários de Jedi Fallen Order agem como uma faca de dois gumes, evidenciando o belo trabalho feito pela Respawn nos variados e fieis biomas do game, mas também expondo seu ponto mais irritante: o mapa.

A navegação pelos mapas de Jedi Fallen Order é mais uma inspiração nos jogos da From Software, levando o jogador por caminhos difíceis e cheios de inimigos enquanto ele desbloqueia atalhos de volta para o ponto de save mais próximo.

Star Wars Jedi Fallen Order mapa

O problema aqui é o mapa do game, que além de muito confuso, tem controles nada práticos e eficientes, tornando a busca pelo próximo objetivo uma enorme dor de cabeça na maioria das vezes. Quem jogou Control vai entender o que estou falando.

Além disso, durante as cerca de 20 horas que levamos para terminar Jedi Fallen Order, observamos em diversos momentos vários bugs, que variavam entre um inimigo flutuando impotente na sua frente a totais travamentos do game, o que nos forçava a reiniciar o console e perder todo o progresso feito até ali.

No fim, Jedi Fallen Order é um game que faz jus às tradições de Star Wars, com um combate inspirado em jogos como Bloodborne e Sekiro: Shadows Die Twice, uma história que tem seus melhores momentos na relação do protagonista com seu dróide, mas que sofre com um mapa nada prático e muitos bugs.

Acompanhe o GameSpot Brasil no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Twitch.

3 0
Ver comentários ()

Star Wars: Jedi Fallen Order / PC, PlayStation 4, Xbox One

Pontos Positivos
Combate no estilo Bloodborne e Sekiro.
Relação entre Cal e BD-1.
Elementos de plataforma que lembram Uncharted e Prince of Persia.
Cenários "exalam" Star Wars.
Pontos Negativos
Mapa confuso e nada prático.
Muitos bugs.
8
Bom

Sobre o Autor

Pedro Scapin | @PedroScapin17

Desde sempre com um controle de videogame nas mãos, fã de Bloodborne, viciado em FPS e jogos de esporte, e órfão de sua fita de Pokémon Crystal.

Twitter e Instagram: @PedroScapin17

Participe da Conversa

Star Wars: Jedi Fallen Order

  • Data de Lançamento: 15 de novembro, 2019
    • PC
    • PlayStation 4
    • Xbox One
    Desenvolvedora:
    Respawn Entertainment
    Publisher:
    Electronic Arts
    Gênero(s):
    Ação
    Pendente