REVIEW

Tetris Effect review — Se entregue à batida

  • Data de Lançamento: 09/11/2018
  • Data do Review: 15 de novembro, 2018
  • PlayStation 4

Prepare-se para uma complexa jornada emocional que supera todas as expectativas.

por Peter Brown em 9 de novembro, 2018

traduzido por Bruno Araujo em 15 de novembro, 2018

Fora de contexto, a premissa de Tetris Effect não chama tanta atenção. O game em sua essência é Tetris, com suas regras bem conhecidas, apresentado sobre um plano de fundo de fantasia e de músicas e efeitos sonoros que reagem às suas ações.

Esse simples descrição, no entanto, falha em detalhar a força que é conduzir tetrominos (as formas geométricas de Tetris) e músicas ao mesmo tempo. Dê a Tetris Effect sua atenção total e você vai construir uma relação de simpatia com notas e peças e se perder numa enxurrada de cor e de energia que permeia todas as fases.

É uma promessa pomposa, com certeza, mas não existe outra forma de descrever o impacto que Tetris Effect tem quando o game finalmente faz efeito.

Sonhando com Tetris

Apesar de vir com um punhado de modos de jogo (sem sinal de multiplayer, infelizmente), cada um com mudancinhas na fórmula tradicional que valem a pena experimentar, o grosso da experiência com Tetris Effect acontece no Journey Mode. É uma viagem batizada apropriadamente que vai te levar a várias localidades reconhecíveis, como a Lua, mas também a cenários abstratos que são melhor definidos com uma lista de adjetivos.

Essas paisagens oníricas podem ser ventosas, elétricas, estressantes, assombrosas, celestiais ou crocantes, apenas para citar algumas de suas maiores qualidades. E a música de cada fase nem sempre vai ser uma combinação previsível, mas nem por isso ela deixa de funcionar.

Com o passar do tempo, você vai perceber que o jogo não te prende apenas por músicas, mas por canções que tradicionalmente não se encaixam com suas preferências pessoais. É bem provável que você não ouça diariamente cantos em idiomas estrangeiros ou as batidas complexas da tabla, mas Tetris Effect faz esses sons incomuns soarem sedutores.

É difícil dizer como seria ouvir essas músicas sem experimentá-las pela primeira vez durante o gameplay. Mas quando você é arrebatado por esses ritmos ao mesmo tempo em que gira peças e reconfigura seus quebra-cabeças numa corrida contra o tempo, as trilhas se tornam invariavelmente pegajosas, ficando na sua cabeça por muito tempo depois de parar de jogar.

Combando em VR

Tetris Effect é muito viciante e bem difícil de deixar de lado depois de entrar no seu ritmo. Tetris já provou ser um jogo altamente efetivo com um teto de habilidade cada vez maior, atraindo jogadores com décadas de experiência. E o Journey Mode constrói sobre isso. Mas ao se manter fiel a essa sensação de aventura, ele também dá uma aliviada, mesmo que não por muito tempo.

O fluxo não-linear é uma parte importante dessa experiência que te enche de expectativa e te recompensa com alívio, o que é um benefício inesperado do que se espera de uma partida de Tetris.

A mudança no tom e no ritmo costuma ser determinada pelo seu progresso dentro de uma fase. A maioria delas exige que você destrua 36 linhas (na dificuldade normal), com marcos no meio da partida determinando seu ritmo atual. Porém, você tem uma ferramenta à sua disposição que é projetada explicitamente para frear tudo e te dar uma chance maior de se salvar de um desastre ou de emendar uma grande combinação de pontos.

A habilidade Zone pode ser ativada com um toque de botão e a qualquer momento em que você tiver um pouco de carga na sua barra, que vai sendo alimentada de terço em terço a cada oito linhas destruídas.

Quando Zone é ativada, as peças flutuam ao invés de cair, o que ajuda a pensar exatamente onde encaixá-las. As linhas que vão sendo completadas se movem imediatamente para o fundo da pilha, prontas para serem automaticamente destruídas quando o efeito da habilidade terminar.

E como essas linhas “completas” continuam ali enquanto o efeito da Zone estiver valendo, é possível fazer combos que vão muito além das tradicionais quatro linhas – se você for habilidoso o suficiente. Essas linhas bônus não aparecem na contabilidade final de cada fase, mas proporcionam oportunidade adicionais de pontuação que não seriam possíveis de outra forma.

A nova mecânica de Zone acrescenta uma interessante camada de estratégia para jogadores novos e veteranos, mas mais do que uma nova mecânica, ela representa um elo quase espiritual entre você e o jogo que define Tetris Effect. Apesar de não precisar de um PlayStation VR para jogar, não há dúvida que Tetris Effect fica muito melhor com um óculos de VR e fones de ouvido no volume máximo.

Com sua visão e audição bloqueados do mundo exterior, você desaparece dentro do jogo. Você sente coisas que nunca imaginou que sentiria com um jogo de Tetris. Não se surpreenda se você se pegar explodindo de alegria ou prestes a chorar – tudo porque a confluência de gameplay e estimulação sensorial funciona muito bem.

Ao contrário de praticamente todos os outros jogos de VR, Tetris Effect não exige nenhum movimento físico adicional seu. Tetris Effect quer a sua mente, e não seu corpo, mesmo que todos nós sonhemos com o dia em que estaremos completamente imersos em um jogo de VR de alta tecnologia. Na verdade, Tetris Effect atinge seu objetivo mais básico: fazer você acreditar na sua conexão com o jogo.

Tetris Effect é um jogo transformativo que certamente passará batido por quem pensar que é “só mais um jogo de Tetris”. Ele é e não é. Todos que conhecerem Tetris conseguem entrar em Tetris Effect e começar a jogar de cara. Os fundamentos continuam os mesmos. Afinal de contas, essa é uma fórmula que sobreviveu ao tempo e continua funcionando muito bem.

Mas Tetris é apenas o começo de Tetris Effect. Ele fornece a fundação para uma complexa jornada emocional que supera todas as expectativas. Tetris Effect é um vetor de meditação. É uma força motriz que te leva além dos seus supostos limites. É a definição de incrível. E se você tem um coração aberto e uma mente aberta, você tem esse compromisso consigo mesmo de mergulhar e testemunhar porque Tetris Effect é tudo menos “só mais um jogo de Tetris”.

Acompanhe o GameSpot Brasil no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Twitch.

3 0
Ver comentários ()

Tetris Effect / PlayStation 4

Pontos Positivos
Trilha sonora é incrível e fica na sua cabeça por muito tempo depois de jogar.
Conecta suas ações às músicas de maneiras sutis, mas extremamente efetivas e inteligentes.
Combinação de visuais e sons imerge o jogador em uma jornada hipnotizante.
Tira vantagem dos benefícios da realidade virtual sem abusar das suas intenções.
Entrega uma experiência extraordinária a despeito da fundação comum de Tetris.
Pontos Negativos
A falta de um modo multiplayer soa como uma oportunidade perdida.
9
Muito Bom
Participe da Conversa

Tetris Effect

  • Data de Lançamento: 9 de novembro, 2018
    • PlayStation 4
    Desenvolvedora:
    Enhance Games
    Publisher:
    Sony Interactive Entertainment
    Gênero(s):
    Arcade, Primeira Pessoa, Puzzle, VR
    Sem Restrição