REVIEW

Yoshi’s Crafted World review – Asas à Imaginação

  • Data de Lançamento: 29/03/2019
  • Data do Review: 28 de Março, 2019
  • Switch

Sejamos criativos.

por Kallie Plagge em 27 de Março, 2019

traduzido por Gabriel Oliveira em 28 de Março, 2019

O estilo de design em diorama de Yoshi’s Crafted World fica em algum lugar entre como uma criança imagina o mundo e uma expressão alegre da imaginação em seus próprios termos, com caramujos feitos de fita adesiva, vacas de papelão e peixes feitos a partir de aviõezinhos de papel e colocados em estágios cuidadosamente definidos.

Cada grupo de duas ou três fases introduz um novo tema e suas próprias peculiaridades para descobrir, e tudo isso a partir de objetos do nosso dia a dia reciclados em forma de arte, mostrando como esses trabalhos manuais podem estar escondendo o objeto que você procura. E embora as melhores ideias dessas fases se encerrem em si próprias, ainda é um deleite explorá-las.

Crafted World se assemelha muito a outros jogos do Yoshi. Você engole inimigos para conseguir ovos, atira esses ovos em objetos, e talvez encontre alguns amigos ao longo do caminho, tudo isso com vidas ilimitadas e muito pouco para te pressionar ao longo da jornada. A grande mudança em Crafted World é a adição de uma nova dimensão.

Embora você ainda se mova a maior parte do tempo por cenários 2D, alguns caminhos permitem que você avance ou recue por caminhos diferentes de esquerda ou direita, e você pode atirar ovos para frente ou para trás, também.

LEIA TAMBÉM:

Mirar no primeiro plano ou no plano de fundo desloca a profundidade de campo para que você você possa enxergar melhor o que está ao seu redor, com o efeito adicional de tornar as fases mais parecidas com dioramas 3D feitos à mão.

Como moedas, coletáveis e outros pontos de interesse estão espalhados pelo primeiro plano e plano de fundo, assim como nos caminhos seus imediatos, você é encorajado a interagir em todas as direções ao longo de uma fase.

Descobrir um segredo pode significar identificar um espaço suspeito vazio e esperar que uma nuvem alada esteja lá, assim como em jogos anteriores, mas também significa manter um olho no horizonte para itens colecionáveis saindo de trás de decorações de fundo ou mover Yoshi um pouco para frente para conseguir uma melhor visão através da janela de um edifício de papelão.

É difícil não cair na tentação de imaginar o que está por trás de um arbusto ou mais adiante, e Crafted World estimula essa nossa curiosidade inerente com pequenos, e afetuosos, detalhes.

Cada conjunto de fases tem seu próprio tema, de florestas a ninjas ou casas mal assombradas. Os 16 diferentes temas oferecem uma enorme variedade de visuais lindos e criativos com essa estética artesanal.

Os sapos da floresta saltam usando molas de papel dobrado, os ninjas Shy Guys atiram shurikens de origami, e a casa assombrada tem um enorme boneco de papelão Shy Guy, que empunha uma foice de papelão e te persegue por um cemitério.

Artesanatos inanimados são frequentemente justapostos com uma versão em movimento ou fantoches – como recortes infantis de pássaros ao fundo e aves 3D ao redor. Isso só aumenta a sensação de que as fases são pura imaginação trazida à vida.

Algumas fases têm adições não-artesanais para completar seus temas, muitas das quais adicionam características interessantes à mecânica padrão dos jogos de Yoshi. Há uma fase na floresta que se torna um shooter sobre trilhos e faz você atirar ovos em alvos em forma de animais para marcar pontos.

Uma das fases ninja se passa atrás de uma tela de shoji (painéis japoneses feitos com madeira e papel translúcido) em movimento, de modo que muitas das suas ações nas partes de plataforma e coleta de itens são feitas apenas em forma de silhueta, forçando-o a agir rapidamente quando o caminho para um item coletável é revelado. Quase todas as áreas do jogo têm pelo menos um nível fora do padrão,  e essa variedade ajuda a quebrar o ritmo mais lento que nos acostumamos a ver nos jogos de Yoshi.

Algumas ideias, como as telas de shoji, fazem sentido como fases únicas, mas a maioria das áreas existe de maneira díspare umas das outras. Além disso, as ideias mais interessantes do jogo nunca são desenvolvidas para além de suas encarnações originais.

No entanto, as fases de Yoshi’s Crafted World são desenvolvidas para serem jogadas novamente. Depois de completar certos níveis, você vai desbloquear as versões “flip side”, que lhe dão a tarefa de encontrar três Poochy Pups (ao contrário das dezenas de itens colecionáveis das fases originais). As fases flip side também proporcionam visão mais detalhada das construções, desde a fita adesiva que une partes de objetos até uma par de tesouras deixado no plano de fundo.

Embora totalmente opcionais, as fases flip side têm uma camada diferente de detalhes, que conseguem ser encantadores à sua própria maneira – especialmente quando você percebe que a torre de difícil acesso que abrigava um item coletável, e que você tanto se orgulha de alcançar, é na verdade uma simples caixa de leite.

A pegada mais relaxada que caracteriza os jogos de Yoshi combina bem com esses elementos presentes em Crafted World. As plataformas ventosas permitem que você coloque todo o seu foco em absorver o que faz parte dos cenários e ficar de olho em colecionáveis ocultos. Por extensão, você pode jogar novamente as fases com um novo propósito, como procurar um item que você perdeu e sabe que está em algum lugar no meio das fases, mas sem precisar passar por um começo frustrante ou tedioso.

Existem diversas formas de tornar um jogo um pouco mais fácil ou mais descontraído. O retorno do Mellow Mode, que dá ao Yoshi mais tempo no ar e maior resistência a danos, e o modo cooperativo para dois jogadores, por exemplo, são opções básicas, mas eu me encontrei gravitando em direção aos trajes do Yoshi, os quais você pode desbloquear usando moedas que você coleta normalmente ao longo da campanha

Os trajes criados manualmente – meus favoritos são a lata de lixo e o esqueleto de dinossauro – funcionam como armaduras, dando-lhe resistência extra a um determinado número de golpes antes de Yoshi começar a receber dano. Além de serem adoráveis e se adequarem bem ao clima de Crafted World, os trajes ainda são um bom meio-termo para aqueles que ainda querem distâncias normais de salto, mas também a liberdade de esbarrar por acidente em alguns Shy Guys sem sofrer dano.

Yoshi’s Crafted World alcança o seu ápice quando é relaxante e agradável. A transição de designs 2D para 3D te mantém mantém curioso entretido, enquanto a liberdade de explorar o mundo do jogo no seu próprio ritmo lhe permite apreciar os pequenos e criativos detalhes desse mundo.

As ideias mais interessantes do jogo nunca evoluem após serem inicialmente apresentadas e são frequentemente limitadas a um ou dois níveis. Individualmente, contudo, esses níveis recompensam tanto sua curiosidade quanto sua disposição de desacelerar o ritmo e apreciar tudo que está ao seu redor. E são esses prazeres simples que proporcionam as maiores alegrias em Crafted World.

Acompanhe o GameSpot Brasil no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e Twitch.

4 0
Ver comentários ()
Pontos Positivos
Atmosfera fofa e descontraída traz uma sensação alegre e de bem-estar.
Colecionáveis recompensam sua curiosidade e oferecem uma camada adicional de profundidade.
Design criativo de cenários torna exploração das fases um deleite.
Pontos Negativos
Algumas das melhores ideias do jogo são exploradas apenas superficialmente.
8
Bom
Participe da Conversa

Yoshi’s Crafted World

  • Data de Lançamento: 29 de Março, 2019
    Jogo coloca Yoshi em um mundo repleto de objetos artesanais, onde ele deve superar obstáculos e adversários para ter acesso a itens coletáveis e progredir ao longo de diversos cenários, como florestas e casas mal assombradas.
    Desenvolvedora:
    Good-Feel
    Publisher:
    Nintendo
    Gênero(s):
    Plataforma
    Sem Restrição